História de infância

Ía com a minha mãe e a minha titi Alda pela rua de Santa Catarina no nosso habitual "passeio dos tristes" —  ver as montras pela Baixa do Porto —  quando me desprendi das mãos delas, correndo para o meio de dois cavalheiros, que tínham acabado de passar à nossa frente.
Sorridente, dei-lhes a minha mão. E assim caminhamos os cinco até à Praça da Batalha. Aí despedi-me deles; vim ter com as duas mulheres que continuavam em estado de choque.
A minha mãe irritadíssima:
— Teresinha, porque razão foste ter com aqueles senhores e lhes deste a tua mãozinha?
— Mamã, eles tinham uma cara tão triste, que quis consolá-los.
Não me lembro de nada, tinha apenas 3 anos.

A minha mãe e a minha titi Alda contavam esta história da minha infância sempre que queriam recordar como eu era uma criança comunicativa.

Beliebte Posts