Ao longo das ruas

Há momentos na vida de uma mulher em que ela gostava de viver sózinha, e fazer tudo aquilo que lhe apetecesse, como por exemplo, assistir à estreia do último filme de Woody Allen: Blue Jasmine.

Uma mulher que é mãe, é respeitada e é amada, mas não é uma mulher livre. Não é possível viver sem estabelecer compromissos de uma forma ou de outra com alguém da família.
Hoje realizam-se as comemorações tradicionais do dia de São Martinho em Unterrath. Munida com a sua lanterna a mãe acompanha cantando a procissão encabeçada por um homem a cavalo disfarçado de São Martinho, quando 

aparece um homem quase nu, tremendo de frio, que lhe estende a mão suplicante e gelada. O valoroso soldado romano não hesita: para o cavalo, pousa a sua mão carinhosamente do homem fantasiado de mendigo e, em seguida, com a espada corta ao meio a sua capa de militar, dando-lhe metade. E, apesar de mal agasalhado e de chover torrencialmente, continua o seu caminho cheio de felicidade. A mãe completamente molhada e sem forças diz baixinho:
„Tenho que fugir do stress!“