Posts

Es werden Posts vom Januar, 2014 angezeigt.

Carta esquecida no tempo

Bild
Sinto-me feliz! Livre como um pássaro! Recebi carta tua. Sempre o mesmo teatro. Quero ser livre. Completamente livre. Não estar presa a elos invisíveis. Pobre mãe! Tens uma filha louca. Amaste o meu pai. Nasci dum amor com documentos, padre e tudo como manda a lei. Afinal que te deu a vida? Mãe! Também eu te amo. Também eu tenho coração. Quando amamos alguém, queremos que esse alguém seja feliz. Mãe! Sou feliz na minha vida vagabunda.  Mãe! Amo a liberdade. Não se prende com correntes a pessoa amada. Temos que a deixar livre!

Roda-gigante em Düsseldorf

Bild

O nosso menino de ouro

Bild

Simone e Johanna

Bild
Hoje quero homenagear duas mulheres, pelo facto de ambas terem nascido no mesmo dia, embora em anos diferentes — duas mulheres muito importantes na minha vida.

A mais velha — a francesa Simone de Beauvoir.
Entre os 15 e 17 anos, lia tudo o que apanhava dela.
"O Segundo Sexo" era a minha bíblia, e ainda hoje, não me deixa indiferente.
É óbvio, que com a minha origem e educação burguesa, não poderia deixar de me identificar com as "Memórias de uma menina bem-comportada".
Aos 15 anos — tal como Simone — deixei de acreditar em Deus.
Queria como Sartre e Simone uma união livre — em vez de pedi-la em casamento, Sartre propõe-lhe um pacto no qual monogamia e mentira não
teriam lugar. Sartre acredita que antes de serem amantes, eles eram escritores, e como tal precisariam conhecer a fundo a alma humana, multiplicando suas experiências individuais e contando-as, um ao outro, nos mínimos detalhes.

Entre Simone e Sartre o amor seria necessário, com as demais pessoas, seria contingen…

2014 será realmente novo se não cometermos os mesmos erros dos anos anteriores

Bild