Adeus, Mãe! Adeus querida!


Escrevo-te

palavras num papel branco
palavras de saudade,
palavras de remorso,
mil palavras,
as últimas palavras.

Adeus Mãe !
Adeus Querida!
Não ouves chorar o meu coração
nestas palavras perdidas?

Tu dormes serena e bela
No teu caixão de marfim.

Escrevo-te
palavras antigas,
palavras de sempre.
Pouso-as nas tuas mãos
brancas,
frias
como puras acúcenas.

Adeus, Mãe !
Adeus Querida!
Na morte
não há recomeço!

Beliebte Posts